Nome do Projeto:A importância de São Bernardo em escala local, regional e global.

 

Professor responsáveis: Josias e Hugo

 

 

 

 

Apresentação:

A proposta dessa prática educativa visa a uma nova forma de aprendizagem que considera o saber adquirido anteriormente pelos alunos, bem como todo conhecimento cultural que adquiriu em sua vivência.

Este trabalho se insere dentro das discussões da importância da história local no ensino de história e para a construção do conhecimento histórico. Será desenvolvida a análise das temporalidades (mudanças, permanências, simultaneidades e recorrências) e das periodizações.

Citando  Alain Bourdin (2007, p. 177) , o qual afirma o local como um lugar de “sociabilidade marcado pela proximidade e pela contiguidade das relações entre os sujeitos que as estabelecem” (...) “ sido articulado ao conceito de comunidade" , isto é, o local aparece como categoria de análise. Para tanto, ao " ... conceber a história local como campo de produção de uma consciência histórica” entendida como “dimensão de um saber ordenado e ordenador e que, nessa qualidade, condiciona a própria percepção das experiências de vidas partilhadas por determinados sujeitos”.

A experiência educativa nos permitirá perceber o sentimento de pertencimento dos alunos em relação ao local, isto é, a cidade e o bairro em que vivem. (2007, 176)

O estudo da história local só tem sentido se fizermos uma abordagem que articule o macrossocial com o microssocial. Podemos afirmar ainda que esta ajuda a recuperar elementos como a “tríade história-memória-identidade, e permitindo uma reflexão sobre o local, unidade próxima e contígua, historicizando e a problematizar o sentido de suas identidades, relacionando-se com o mundo de forma crítica, mudando, ou não, como sujeitos, a própria vida." (GONÇALVES, 2007, p. 180 -182). Para tanto se faz mais do que necessária a multidisciplinaridade com a disciplina de geografia que abordará questões ligadas à cartografia afetiva e a relação do bairro e da cidade com o global, investigando portanto como os alunos estão inseridos num contexto de globalização.

Vale ressaltar também que o projeto visa explorar com os alunos o conceito de fonte histórica, usando para isso o referencial teórico da Escola dos Annal que busca reconhecer como fonte tudo aquilo que verse sobre a experiência humana, ou seja, um conceito mais alargado do que aquele mais comumente difundido que busca analisar apenas fontes escritas e iconográficas.

 

Objetivos: 

  • permitir o diálogo do aluno com realidades passadas e desenvolver o sentido da análise histórica e geográfica.

  • tornar o ensino de História e geografia uma prática mais significativa a partir de análises de questões ligadas ao cotidiano dos alunos.

  • identificar e catalogar fontes históricas, documentais e visuais que tenham relação com a História local.

  • compreender a construção do conhecimento histórico e cartográfico.

  • Produzir a inserção do aluno na comunidade da qual ela faz parte;

  • Trabalhar com a memória histórica da cidade, focalizando na mudança da paisagem urbana.

  • articular história local, regional, continental e global.

Público-alvo:

Estudantes do ensino médio que se interessem por mapeamento, aulas ao ar livres, observar parte do bairro conversar e entrevistar pessoas.

Estudantes que se interessarem em se aprofundar na evolução historia da cidade de São Bernardo do Campo.

Duração: 

Três trimestres: De 05 de março a 19 de novembro.

Competências da BNCC abordadas no Projeto:

 

As competências que serão trabalhadas são: 

  • Conhecimento

  • Pensamento científico, crítico e criativo

  • Repertório cultural

  • Comunicação

  • Cultura digital

  • Trabalho e projeto de vida

  • Argumentação

  • Autoconhecimento e autocuidado

  • Empatia e cooperação

  • Responsabilidade e cidadania